Perguntas Frequentes

Aqui estão as dúvidas mais frequentes relacionadas ao conteúdo, onde as principais questões estão respondidas e são atualizadas sempre que necessário.

E-SIC

  • É preciso dar razões para o pedido?

    Não é preciso apresentar nenhum tipo de justificativa para a solicitação de informações.

  • Como funciona o módulo "localizar documentos com" da busca avançada?

    Essa é uma busca bem intuitiva. A tabela a seguir mostra o resultado para a busca inserindo o termo “direito à informação” em cada uma das opções possíveis. Por exemplo, escrevendo “direito à informação” no campo “qualquer uma destas palavras”, como resultado aparecerão os resultados que contenham apenas a palavra “direito”, os que contenham apenas a palavra “informação”, os que contenham ambas “direito + informação” e os que contenham o termo “direito à informação” escrito exatamente dessa forma.

    Veja o resultado das diferentes consultas, caso fosse inserido “direito à informação” em cada campo. As colunas indicam se pedidos que contenham esse termo serão apontados.

  • O que é a busca de perguntas e respostas?

    Trata-se de um sistema que permite a qualquer pessoa consultar os pedidos de informação, feitos com base na Lei de Acesso à Informação, direcionados aos órgãos e às entidades do Poder Executivo Federal e suas respectivas respostas.

  • O que é o sic?

    O Sistema Eletrônico de Serviço de Informação ao Cidadão (e-SIC) é um sistema que centraliza as entradas e saídas de todos os pedidos de acesso dirigidos a Santa Casa de Iúna, tendo como objetivo organizar e facilitar os procedimentos de acesso à informação tanto para o cidadão, quanto para a Administração Pública.

    O e-SIC permite que qualquer pessoa – física ou jurídica – encaminhe pedidos de acesso à informação para órgãos desta instituição. Por meio do sistema tampem é possível consultar as respostas recebidas, entrar com recursos, apresentar reclamações, entre outras ações.

    O art. 9º. Da Lei de Acesso instituiu como um dever do Estado a criação de um ponto de contato entre a Sociedade e o Setor Público, que é o Serviço de Informações ao Cidadão – SIC.

    São funções do SIC:

    Atender e orientar os cidadãos sobre pedidos de informação;
    Informar sobre a tramitação de documentos e requerimentos de acesso à informação;
    Receber e registrar os pedidos de acesso e devolver as respostas aos solicitantes.

  • O que fazer caso encontre alguma informação pessoal minha em alguma pergunta/resposta?

    Cada órgão é responsável pela avaliação do conteúdo dos pedidos e respostas para definição de quais pedidos devem ou não ser disponibilizados em transparência ativa. Isso porque, é responsabilidade de cada órgão/entidade proteger a informação sigilosa e a informação pessoal (conforme o art. 6º, inc. III da Lei de Acesso à Informação). Portanto, caso você encontre alguma informação pessoal sua, entre em contato diretamente com o SIC do órgão para o qual a pergunta foi realizada para que ele tome as medidas necessárias para retirar tal informação do Banco de Pedidos e Respostas.

  • O que fazer caso eu não concorde com a resposta dada pelo órgão/entidade?

    A Lei de Acesso à Informação garante ao solicitante da informação o direito de recorrer, caso entenda que o órgão ou a entidade não concedeu a informação solicitada ou caso não concorde com o motivo fornecido para a negativa do acesso à informação. No entanto, cabe apenas ao solicitante apresentar recurso, dentro do prazo estabelecido na Lei de Acesso à Informação, caso discorde da resposta do órgão.

    Vale destacar que não há impedimentos para que um novo pedido com o mesmo teor seja feito por outro solicitante, sendo garantido ao novo solicitante o direito de recorrer da resposta fornecida.

  • Por que não consigo encontrar meu pedido?

    A Busca de Pedidos e Respostas disponibiliza os pedidos que foram realizados no Sistema Eletrônico do Serviço de Informações ao Cidadão (e-SIC) deste Órgão Público a partir de julho de 2016. Caso seu pedido tenha sido realizado antes da data indicada, ele não estará no banco de dados, portanto, não será encontrado.

    Além disso, se o SIC tiver considerado que sua solicitação contém informações restritas, ela também não será publicada. Isso porque, conforme o art. 6º, inc. III da  Lei de Acesso à Informação, cabe aos órgãos e às entidades do poder público proteger a informação sigilosa e a informação pessoal.  Por isso, cada órgão avalia o conteúdo de seus pedidos e respostas para, assim, definir quais pedidos podem ou não ser disponibilizados.

    Assim, é possível que seu pedido não esteja no banco, pois em seu conteúdo (pergunta, resposta, recurso, resposta do recurso ou arquivos anexados) há alguma informação considerada restrita.

    De acordo com a Portaria Interministerial nº 1.254, de 18 de maio de 2015, as informações fornecidas pelos órgãos e entidades são de sua responsabilidade exclusiva.

  • Quais os benefícios da abertura dos pedidos e respostas do sic?

    A disponibilização dessas informações amplia a transparência pública, uma vez que as perguntas e respostas fornecidas a uma única pessoa estarão disponíveis a todos, permitindo que o interessado verifique se as informações de seu interesse já estão disponíveis, dispensando a necessidade de acionar o Governo, gerando economia de tempo e recursos tanto para o cidadão quanto para o Estado. A abertura possibilita ainda a realização de controle social sobre as informações e as respostas propriamente ditas gerando melhoria em sua qualidade.

  • Quais pedidos e respostas posso encontrar na busca?

    Estão disponibilizados os pedidos que foram cadastrados no Sistema Eletrônico do Serviço de Informações ao Cidadão (e-SIC), realizados a partir de 1º de julho de 2015, caso existam, com exceção dos que contenham algum tipo de informação restrita (pessoal ou sigilosa).

  • Qual a diferença entre transparência ativa e transparência passiva?

    No caso da transparência ativa, a divulgação das informações ocorre por iniciativa dos órgãos públicos, independente de solicitação. A disponibilização de informações na sua página de internet ocorre de forma espontânea.

    Na transparência passiva, há o atendimento somente quando a sociedade faz uma solicitação, mediante requisição do interessado (pessoa natural ou jurídica).

  • Quanto tempo leva para o pedido respondido entrar na busca de pedidos e respostas?

    Um pedido entra no banco de consulta da Busca de Pedidos e Respostas após ser respondido pelo órgão. Caso o solicitante entre com recurso, este só entra para o banco de consulta após ter recebido resposta. Dessa forma, é importante destacar que a decisão de um pedido inicial para o fornecimento da informação pode ser alterada após a avaliação do recurso.  A atualização do banco de dados acontece diariamente.

GERAL

  • Como faço para agendar uma consulta ou exame pelo particular?

    As consultas poderão ser marcadas pelo telefone (28) 3545-1170.

  • Como faço para enviar um currículo?

    A Santa Casa recebe apenas currículos pelo site, através do link "Trabalhe Conosco" ou através do setor de RH na sede da instituição e aguardar uma oportunidade.

  • Como realizar uma consulta particular na Santa Casa?

    A Santa Casa conta com profissionais qualificados e várias especialidades médicas particulares e SUS como, Anestesia, Cardiologia, Obstetrícia, Dermatologia, Ortopedia, Pediatria, Gastroenterologia, Cirurgia Geral, Clínica Médica e Nutrição.

    Marcações de consultas:

    Telefone: (28) 3545-1170

  • Como realizar uma consulta, exame ou cirurgia pelo SUS na Santa Casa?

    Todos os pacientes SUS são gerenciados pela Secretaria Estadual da Saúde. O primeiro passo é realizar uma consulta no posto de saúde mais próximo de sua residência, desta forma, a rede pública que encaminhará os pacientes para o hospital no caso de internação, consultas e cirurgias, conforme referência do hospital.

  • O que é urgência e emergência

    A diferença entre emergência e urgência é que uma Emergência é uma ameaça imediata para o bem-estar, implica em risco iminente de vida (risco de morte), o aparecimento é súbito e imprevisto, deve ser tomado medidas imediatas, enquanto a Urgência é uma ameaça em um futuro próximo, que pode vir a se tornar uma emergência se não for solucionada, a solução deve ser em curto prazo.

    Acontece que, por falta de informação, cultura ou falhas no sistema público de saúde, a população tende a buscar a emergência como primeira opção de atendimento médico, mas nem sempre as queixas apresentadas são de fato urgências. Ao menor sinal de desconforto, algumas pessoas procuram o Pronto Socorro, porém este não é o melhor lugar para se procurar nesse momento, devido ao ambiente ser um ambiente altamente contaminado enquanto a pessoa está se expondo, que neste caso tende a fazer ainda mais mal a saúde do que o bem.  No caso de gripe, resfriado comum, dor nas costas, dor de cabeça, garganta...  Estas podem ser solucionadas em um atendimento na unidade básica com a prescrição de analgésicos, repouso. Algumas pessoas procuram o PS até mesmo para renovação de receitas ou pegar atestado médico, este tipo de ocorrência sobrecarrega o Pronto Socorro e pode colocar em risco ou levar até a piora do quadro de outros pacientes que apresentam um problema mais grave.

    Por isso algumas dicas:

    1-      Dores agudas, desconhecidas e insuportáveis;

    2-      Dor torácica aguda;

    3-      Em caso de acidente com fratura ou perda de consciência;

    4-      Queimadura ou corte grave;

    5-      Picada por animais peçonhentos (cobra, aranha, escorpião);

    6-      Febre acima de 39 °C que não cede com antitérmicos em até 48 horas ou se vier acompanhada de outros sintomas, como vômito, tosse, dor de cabeça forte ou sensação de desmaio;

    7-      Perda súbita de sentidos (consciência, visão audição) ou de força;

    8-      Intoxicação alimentar ou por medicamento;

    9-      Reação alérgica por alimento ou produto;

    10-   Convulsão;

  • Quando não precisa ir ao pronto-socorro

    1-      Dor de garganta, de cabeça, nas costas, de estômago;

    2-      Gripe comum e resfriado;

    3-      Febre que começou a menos de 24 horas;

    4-      Doenças respiratórias (rinite, sinusite, asma);

    5-      Diarreia que se iniciou a menos de 24 horas;

    6-      Dores crônicas (que se repetem dia após dia) nesse caso, você deve consultar com um especialista que irá tratar da forma mais adequada;

Grupo de FAQ

COMPARTILHAR NAS REDES SOCIAIS

Aguarde, enviando dados!

clear