COMISSÃO DE ÉTICA HOSPITALAR

Tem como objetivo, orientar, conscientizar, assessorar, emitir pareceres e averiguar fatos relacionados ao exercício ético-profissional de todos os colaboradores da Santa Casa de Iúna. Contribuindo assim para uma melhoria contínua na qualidade dos serviços prestados. 

COMISSÃO DE CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR

O Serviço de Controle de Infecção Hospitalar da Santa Casa de Iúna foi implantado de fato em abril de 2018. Buscando garantir um processo contínuo de melhoria de qualidade gerando indicadores de qualidade em sua rotina, podemos detacar: monitoramento dos protocolos de cuidados pré e pós cirúrgicos, vigilância epidemiológica de doenças de notificação compulsória, elaboração dos relatórios de infecção hospitalar, notificação dos acidentes com material biológico, elaboração da campanha de higienização das mãos, monnitoramento diário dos processos de limpeza e esterilização dos instrumentais cirúrgicos, acompanhamento e avaliação das feridas, entre outros.

 

COMISSÃO DE FaRMÁCIA

A Comissão de Farmácia cuida da observação do uso da prescrição e uso racional de medicamentos, em um processo contínuo, multiprofissional e multidisciplinar, para assegurar um tratamento terapêutico alinhado com as melhores práticas de assistência, visando a melhorar os serviços prestados ao paciente.

Dentre os projetos desenvolvidos pela Comissão está a formulação do Manual Farmacotêrapeutico, que é um guia de medicamentos separados por classe farmacológica que contém também informações sobre materiais médico hospitalar e procedimentos clínicos adotados pela instituição.

COMISSÃO DE REVISÃO DE ÓBITOS

A comissão de revisão de óbitos é composta por médicos, enfermeiros, assistentes sociais e funcionários do setor administrativo, e tendo como meta traçar o perfil da mortalidade hospitalar através da investigação dos óbitos, fornecendo instrumentos de avaliação de qualidade para a equipe de gestão. O processo de investigação consiste na revisão documental de todos os documentos pertinentes presentes no prontuário do paciente, como as anotações médicas e de enfermagem, os resultados dos exames, as declarações de óbitos e demais documentos ligados ao paciente.

COMISSÃO DE SEGURANÇA DO PACIENTE

O Ministério da Saúde e a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), no dia 01 de abril de 2013, lançou o programa Nacional de Segurança do Paciente, cujo objetivo é prevenir é reduzir a incidência de eventos adversos – incidentes que resultam em danos ao paciente como quedas, administração incorreta de medicamentos e erros em procedimentos cirúrgicos – nos serviços da de saúde públicos e privados.

Para prevenir essas ocorrências, o Ministério da Saúde e ANVISA tornaram obrigatório que todos os hospitais do país tenham instituídos um de Núcleo de Segurança do Paciente - NSP. Este núcleo funciona como referência para a promoção de um cuidado seguro onde a segurança do paciente seja avaliada constantemente.

O NSP deve estimular e coordenar a adoção de protocolos e diretrizes clínicas, ainda que essa atribuição seja de responsabilidade dos setores clínicos dos serviços de saúde. Uma das maneiras de evitar o erro humano é buscar estratégias que reduzam a dependência de memória de curto prazo, que somente deve ser utilizada para executar tarefas básicas, listas de verificação, diretrizes clínicas, protocolos, orientações e lembretes são ferramentas que visam assegurar uma melhor comunicação e evitar erros humanos.

 

COMISSÃO EQUIPE MULTIPROFISSIONAL DE TERAPIA NUTRICIONAL

Da natureza e finalidade

ser responsável pelo desenvolvimento e supervisão das práticas de utilização e aquisição de nutrição enteral.

Assegurar resultados clínicos satisfatórios e risco potencial mínimo (uso seguro e racional).

A Comissão Equipe Multiprofissional de Terapia Nutricional, é instância de caráter consultivo e de assessoria do hospital Santa Casa de Iúna – ES, cujas ações devem estar voltadas à promoção do uso de nutrição enteral.

A Comissão Equipe Multiprofissional de Terapia Nutricional tem por finalidade assessorar;

Normatizar as indicações, uso e controle do suporte nutricional;

Promover a prevenção e o tratamento da desnutrição nos pacientes/cliente, indicando, acompanhando e modificando a TN- Terapia Nutricional, quando necessário, em comum acordo com o médico responsável pelo paciente/cliente, até que seja atingido os critério de reabilitação nutricional pré-estabelecidos;

Assegurar condições adequadas de indicação, prescrição, preparação;

Capacitar os profissionais envolvidos, direta ou indiretamente, com a aplicação do procedimento, por meio de programas de educação continuada, devidamente, registrados;

Estabelecer protocolos de avaliação nutricional, indicação, prescrição e acompanhamento da TN- Terapia Nutricional;

Documentar todos os resultados do controle e da avaliação da TN- visando a garantia de sua qualidade;

Analisar o curso e o benefício no processo de decisão que envolve a indicação, a manutenção ou a suspensão da TN.

comissão de prontuários 

Em Serviços de Saúde

Proporcionar o desenvolvimento de competências e conhecimento científicos sobre as questões da SEGURANÇA DO PACIENTE E QUALIDADE EM SERVIÇOS DE SAÚDE e gestão de riscos assistenciais enquanto questões-chave na prestação de cuidados em saúde; preparando os profissionais a estruturar um modelo de gestão e riscos e segurança do paciente, fornecendo métodos e ferramentas para todas as fases de análise de riscos, gestão de eventos adversos e a melhoria dos processos e sistemas.

 

 

COMISSÃO DE REVISÃO DE PRONTUÁRIOS

 

A Comissão de Revisão de Prontuários faz parte de um conjunto de padrões apropriados para garantir a qualidade de assistência aos pacientes, bem como a segurança da informação. O preenchimento do prontuário completo e exato com dados que não apresentem erros e inconsistências, devidamente ordenados, contribui não só para assegurar a correta assistência ao paciente, mas também para a obtenção de recursos financeiros medicante procedimentos a obtenção de recursos financeiros, mediante procedimentos comprovados, além de ser um documento jurídico importante para a instituição, paciente e cliente (ROBERST et al, 1987).

O prontuário do paciente é um documento destinado ao registro dos cuidados prestados, Documento único devidamente identificado que concentra todas as informações e a demonstração da evolução desse paciente durante todo o período de atendimento ou internação.

O prontuário do paciente – ficha clínica ou boletim de emergência é o documento legal em que os profissionais devem registrar todas  as anotações referentes à historia médico-social, a sua enfermidade ou problema e ao seu tratamento, além de servir como rica fonte de pesquisa científica e de indicadores institucionais.

Logo, é de vital importância garantir a qualidade de documento, de modo que reflita, como exatidão, a assistência prestada e responda às necessidades de docência, investigação e estatísticas dos estabelecimentos de saúde.

 

 

 

https://santacasadeiuna.org.br/comissoes.html

06JUN2019

Rifa de um violão autografado pelo cantor Daniel

Rifa de um violão autografado pelo cantor Daniel

06/06/2019 10h36  •  atualizado há 6 horas  •  Autor e Fonte:

A Santa Casa de Iúna está rifando um violão autografado pelo cantor Daniel no valor de R$ 5,00, toda arrecadação será revertida para aquisição de duas macas pediátricas e melhorias na instituição...

https://santacasadeiuna.org.br/noticia/2019/06/rifa-de-um-violao-autografado-pelo-cantor-daniel.html
29NOV2018

Confira a página de convênios da Santa Casa de Iúna

Confira a página de convênios da Santa Casa de Iúna

Convênios

29/11/2018 15h22  •  atualizado há 13 horas  •  Autor e Fonte:

Nesta página você terá acesso aos Convênios celebrados com os órgãos do Executivo Municipal, Estarual e Federal...

https://santacasadeiuna.org.br/noticia/2018/11/confira-a-pagina-de-convenios-da-santa-casa-de-iuna.html

Aguarde, enviando dados!

clear